Terça, 29 de Setembro de 2020 02:09
62 992250155
Geral Educação

Alunos acompanham aulas através do rádio no Interior do Rio Grande do Norte

A Secretaria de Educação encontrou uma saída para os alunos não ficarem sem aula durante a quarentena. O programa Educa Quarentena é transmitido de uma estação de rádio, uma vez que não existe internet no local

26/06/2020 14h21 Atualizada há 3 semanas
Por: Cláudio Bertode Fonte: Notícias Concursos
Alunos acompanham aulas através do rádio no Interior do Rio Grande do Norte

O site Notícias Concursos apresentou uma série de matérias mostrando como estudantes sem acesso à internet ou a equipamentos eletrônicos têm buscado acompanhar as aulas remotamente devido à pandemia do novo coronavírus.  Desde professor e diretora escolar caminhando até a casa dos alunos para entregar o material didático; a educador criando seu veículo em uma sala de aula improvisada;  até crianças estudando via rádio

É o caso da cidade do interior do Rio Grande do Norte, Serra Negra do Norte, distante cerca de 320 quilômetros de Natal, que adotou um dos mais antigos meios de comunicação para permitir que os estudantes tenham acesso ao ensino.

A secretaria municipal decidiu criar um programa diário, o Educa Quarentena, que se encarrega de transmitir algumas aulas por meio de uma estação de rádio. “São trazidos professores que dão aulas de português, matemática, geografia, história, contação de história”, resume a professora Elizandra Maria.

Um dos alunos beneficiados pelo projeto é Gabriel José da Silva, que cursa o 2º ano do ensino fundamental na Escola Municipal Comandante Alvares Mariz. De acordo com a mãe dele, Salésia Maria da Silva, o programa abrange mais estudantes sendo veiculado pelo rádio. “Isso é muito importante, porque nem todos tem internet e pelo rádio fica mais acessível, todos podem ouvir”, falou Salésia. “Mesmo em casa, não perdemos a prática de fazer tarefas, ditados, resolver continhas de matemática”, comentou Gabriel.

Petrúcio Ferreira, que é secretário de educação de Serra Negra do Norte, afirma que a alternativa tem sido eficaz. “Estamos de certa forma conseguido atingir várias famílias e essas famílias realizam as atividades, que muitas vezes estão contidas no dia a dia educacional”, explicou.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.